O presidente não citou nomes de países, mas se referiu à Venezuela, Argentina e Chile
Alan Santos/PR
O presidente não citou nomes de países, mas se referiu à Venezuela, Argentina e Chile

O presidente Jair Bolsonaro Brasil disse nesta terça-feira que existe uma "cabeça de burro" na América do Sul que força "a gente" para o lado esquerdo. O presidente não citou nomes de países, mas se referiu à Venezuela, Argentina e mais recentemente o Chile, onde a política vem interferindo para lado negativo da economia.

"O que adianta ter 30 anos de crescimento acima de 5%, quando a política redireciona esse crescimento. Estava muito bem a sua economia e ninguém esperava que fosse acontecer o que estava acontecendo. De que adianta ter reservas de petróleo, se a população está fugindo para Roraima. Mais ao Sul, vemos as dificuldades que o país está passando", afirmou o presidente referindo-se ao Chile, Venezuela e Argentina.

Bolsonaro participou da abertura do Fórum de Investimentos Brasil 2022, evento que acontece em São Paulo, e que apresenta oportunidades de investimentos em setores como agronegócios, infraestrutura, energia e tecnologia da informação. O evento é organizado pela ApexBrasil, Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e governo federal.

A uma plateia formada por empresários e ministros, Bolsonaro fez críticas ao seu adversário na disputa presidencial, Luiz Inácio Lula da Silva, insinuando que sua vitória pode equiparar o Brasil a esses países governados por governos de esquerda. Ele disse que "Deus deu uma chance ao Brasil" com sua eleição em 2018.

"Ele vai valorizar o MST. O BNDES vai continuar emprestando para Cuba, Venezuela e outras ditaduras do mundo. Vai desarmar o cidadão de bem. Vai relativizar a propriedade privada. Quer uma só América do Sul bolivariana, com um só banco central para todos os países. O que podemos esperar disso aí?"

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários