Jair Bolsonaro durante Marcha para Jesus
Reprodução
Jair Bolsonaro durante Marcha para Jesus

O evento Marcha para Jesus, que reúne milhares de evangélicos em São Paulo, recebeu emendas de vereadores de São Paulo ligados à religião nos últimos anos, segundo mostrou o Painel, da Folha de São Paulo. 

Em 2019, ano em que o presidente Bolsonaro discursou e tornou-se o primeiro presidente a participar do evento, o vereador Gilberto Nascimento Júnior (PSC) destinou R$ 1,1 milhão para realização da Marcha.

A participação do presidente teve como objetivo agradecer o apoio do eleitorado evangélico nas eleições de 2018. "Vocês foram decisivos para mudar o destino dessa pátria maravilhosa chamada Brasil", disse Bolsonaro em discurso. 

Em 2020,  Eduardo Tuma (então no PSDB, hoje conselheiro do Tribunal de Contas do Município) direcionou R$ 400 mil por meio de duas emendas.

A discussão sobre o pagamento de eventos públicos por meio de emendas ficou em destaque nos últimos dias após alegações de que a apresentação de Daniela Mercury no dia 1º de Maio foi financiada por recursos da Prefeitura de São Paulo.

Ainda segundo o Painel, a Controladoria Geral do Município, órgão da prefeitura, suspendeu nesta quinta-feira (5) o pagamento do show da cantora durante o período de investigação.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários