Jair Bolsonaro (PL) relacionou Aids à vacina da Covid
Reprodução: Flickr
Jair Bolsonaro (PL) relacionou Aids à vacina da Covid

A Polícia Federal (PF) pediu nesta quarta-feira ao Supremo Tribunal Federal (STF) a prorrogação do inquérito que apura as declarações dadas pelo  presidente Jair Bolsonaro (PL) em "live" realizada em 21 de outubro do ano passado.

Na época, ele apontou uma ligação entre a vacinação contra a Covid-19 e o desenvolvimento da Aids, o que não é verdade.

O pedido foi encaminhado ao ministro Alexandre de Moraes pela delegada da PF Lorena Lima Nascimento, responsável pelo inquérito. A decisão de abrir o inquérito foi tomada no começo de dezembro do ano passado pelo ministro, mas a investigação na PF começou apenas em fevereiro.

A PF ainda pediu que Moraes peça ao Google o compartilhamento integral, em dez dias úteis, de cópia do conteúdo da llive realizada por Bolsonaro e outubro de 2021, já que o vídeo foi retirado pela empresa de suas plataformas — diante da constatação de que o conteúdo continha "fake news".

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários