Presidente do TSE e ministro do STF, Luís Roberto Barroso
Carlos Moura/ STF
Presidente do TSE e ministro do STF, Luís Roberto Barroso

A convite da Comissão Nacional Eleitoral, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, acompanhou as eleições em Portugal no último domingo (30). Segundo o ministro a disputa foi um "exemplo de respeito e civilidade". 

Mesmo com as pesquisas indicando empate-técnico, o Partido Socialista, liderado pelo primeiro-ministro António Costa , teve quase 42% dos votos, obtendo 117 das 230 cadeiras do Parlamento português. 

Ao comentar o resultado, Barroso destacou o fato de que não houve questionamento sobre o resultado.

"Pesquisas indicavam empate técnico, mas o Partido Socialista obteve maioria absoluta. Ninguém questionou o resultado. Um exemplo de respeito e civilidade para o mundo", escreveu Barroso ao comentar a disputa eleitoral. 

Por diversas vezes, o presidente Jair Bolsonaro atacou e questinou a legalidade das eleições brasileiras. Durante internação no início do mês, Bolsonaro disse em coletiva que o sistema de urnas eletrônicas possui "fragilidades"

Leia Também

"E não vai ser com bravata, de quem quer que seja no Brasil, que nós vamos aqui aceitar o que querem impor à nossa população. O brasileiro merece eleições limpas e transparentes e ninguém é dono da verdade aqui no nosso país. Então a lei vai ser cumprida e não teremos, ou melhor, teremos eleições limpas e transparentes, pode ter certeza disso", afirmou. 




    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários