Roberto Jefferson virou réu por organização criminosa no Ministério do Trabalho
Valter Campanato/ABr
Roberto Jefferson virou réu por organização criminosa no Ministério do Trabalho

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes autorizou que o ex-deputado Roberto Jefferson, do PTB, deixe o presídio de Bangu 8 para cumprir prisão domiciliar. Jefferson estava preso desde agosto, por suspeitas de ataques às instituições democráticas.

A defesa de Jefferson havia pedido a sua saída da prisão sob alegação de que ele apresentava quadro de saúde fragilizado e que necessitava de tratamento médico adequado, sob risco de morte. Na semana passada, Jefferson chegou a ser liberado pelo ministro para realizar exames fora da prisão. Ele havia apresentado sintomas de problemas respiratórios e febre, em quadro semelhante ao da Covid-19, como alegou sua defesa.

Em outubro, diante de outros problemas de saúde, Jefferson chegou a ser internado no Hospital Samaritano da Barra, mas acabou voltando para o presídio.

Moraes também já havia determinado o afastamento de Jefferson da presidência do PTB, posto que ocupava antes de ser preso.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários