Marcos Valério foi condenado nos mensalões do PT e do PSDB
Reprodução/ O Globo
Marcos Valério foi condenado nos mensalões do PT e do PSDB


A Procuradoria-Geral da República (PGR) quer que o Supremo Tribunal Federal (STF) revogue a prisão domiciliar do publicitário Marcos Valério Fernandes de Souza. Em parecer assinado pelo vice-procurador-geral da República, Humberto Jacques de Medeiros, o órgão pede que o publicitário volte para o regime semiaberto .


Segundo a CNN Brasil, o documento foi enviado ao ministro Luís Roberto Barroso, relator do caso, na última terça-feira (26). A publicação lembra que Valério é conhecido como o principal operador do mensalão do PT. Ele foi condenado a 37 anos, cinco meses e seis dias de prisão em regime fechado por peculato, corrupção ativa, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.



Além disso, de acordo com a publicação, o publicitário foi condenado a 16 anos e nove meses de prisão por peculato e lavagem de dinheiro no caso do mensalão tucano. Mas desde 2019 ele cumpre pena em regime semiaberto em Minas Gerais. A progressão foi determinada por Barroso no processo relacionado ao PT.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários