Presidente Jair Bolsonaro (sem partido)
Reprodução/Flickr
Presidente Jair Bolsonaro (sem partido)

presidente Jair Bolsonaro (sem partido)  caminhou sem máscaras pelas ruas de Roma nesta sexta-feira (29), descumprindo a recomendação da Itália que pede o uso da medida de proteção contra a Covid-19 .

"O uso de máscara facial é sempre obrigatório em locais públicos fechados em toda a Itália. As máscaras não são mais obrigatórias ao ar livre, mas você deve sempre carregá-las com você e usá-las se estiver em condições de superlotação que não permitam que a distância de segurança de um metro seja mantida", diz um comunicado no site da Agência Nacional de Turismo da Itália válida até o dia 15 de dezembro de 2021.

Um vídeo publicado pelo deputado ítalo-brasileiro Luis Roberto Lorenzato mostra o mandatário caminhando cercado de seguranças e apoiadores sem máscara. Ainda, algumas pessoas ao redor do presidente entoaram o hino da independência brasileira. 

Jair Bolsonaro caminhando nas ruas de Roma, na Itália sem máscara
Reprodução: Redes Sociais
Jair Bolsonaro caminhando nas ruas de Roma, na Itália sem máscara

Não é a primeira vez que o presidente se recusa a usar máscaras durante a pandemia da Covid-19. Desde o início da doença Bolsonaro utilizou da medida de proteção em poucas situações e também já foi multado pela Vigilância Sanitária por não usar a máscara. Apesar da flexibilização da medida não farmacológica que acontece em alguns estados do Brasil, estudos comprovam que o uso da máscara pode reduzir casos do novo coronavírus em até 20% .

Leia Também

Bolsonaro foi até a Itália para representar o Brasil em uma reunião da cúpula do G-20, grupo das maiores economias do mundo, incluindo países desenvolvidos e emergentes e para receber o título de cidadão na cidade de Anguillara Veneta, de onde vieram seus antepassados. O Chefe do Executivo está acompanhado de seus seguranças e por três ministros; Braga Netto, ministro da Defesa, Paulo Guedes, ministro da Economia e Carlos França, ministro das Relações Exteriores.

O presidente deve permanecer na Itália por cinco dias e retornará na terça-feira (02). Além disso, Jair Bolsonaro não deverá comparecer a COP-26, evento internacional sobre o meio ambiente que ocorrerá em Glasgow, na Escócia e contará com a presença de importantes líderes globais. 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários