'Não há maracutaia que não esteja o nome do Renan envolvido', diz Bolsonaro
Agência Brasil
'Não há maracutaia que não esteja o nome do Renan envolvido', diz Bolsonaro

Um dia após a apresentação do  relatório oficial da CPI da Covid, o presidente Jair Bolsonaro atacou nesta quinta-feira o relator da comissão,  senador Renan Calheiros (MDB-AL). Bolsonaro afirmou que "não há maracutaia lá por Brasília que não esteja o nome do Renan envolvido".

Em seu relatório, Renan pediu o  indiciamento de Bolsonaro por nove crimes: epidemia com resultado morte, infração de medida sanitária preventiva, charlatanismo, incitação ao crime, falsificação de documento particular, emprego irregular de verbas públicas, prevaricação, crimes contra a humanidade e crime de responsabilidade (violação de direito social e incompatibilidade com dignidade, honra e decoro do cargo).

Durante evento de inauguração do trecho da transposição do Rio São Francisco, em São João de Piranhas (PB), Bolsonaro questionou por que é "atacado":

"Por que eu sou atacado 24h por dia? Onde eu errei? Relatório da CPI comandada por Renan Calheiros".

Leia Também

Parte da plateia chamou o relator de "vagabundo", e Bolsonaro respondeu que isso seria um "elogio":

"Não, não chamem o Renan de vagabundo, não. Vagabundo é elogio para ele. Não há maracutaia lá por Brasília que não esteja o nome do Renan envolvido".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários