Doria e Eduardo Leite
Reprodução O Globo
Doria e Eduardo Leite

Os diretórios estaduais do PSDB da Bahia, Ceará, Minas Gerais e Rio Grande do Sul entraram nesta quinta-feira com uma representação contra o diretório de São Paulo comandado pelo governador João Doria por suspeita de fraudes no registro de novos filiados. A denúncia foi protocalada no diretório nacional do partido, em Brasília.

A texto diz que o diretório paulista filiou 92 prefeitos e vice-prefeitos do estado de São Paulo fora do prazo estabelecido pelo partido, com o objetivo de eles votarem nas prévias tucanas marcadas para novembro. Uma resolução define que somente filiados até 31 de maio podem participar das prévias. Segundo a representação, esses prefeitos e vices teriam sido incluídos no sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com data retroativa.

Procurado por intermédio de sua assessoria, Doria ainda nao se manifestou sobre o caso.

Leia Também

Leia Também

Os denunciantes fazem parte da campanha do governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, que disputa as primárias contra Doria e o ex-senador Arthur Virgílio para ver quem será o candiadto a presidente na eleição presidencial do ano que vem.

- É uma denúncia grave. Isso é uma tentativa de fraude do processo eleitoral - afirmou o deputado Paulo Abi Ackel (PSDB-MG), que calssificou o ato como uma "suposta tentativa de fabricar eleitores". - Foi constatado que existem pessoas como votantes sem condições de votar, e esse volume chega a quase uma centena - acrescentou o ex-prefeito de Porto Alegre Nelson Marchezan Júnior. Os dois fazem parte da equipe de Leite.

Leia Também

No texto, os diretórios pedem à direção tucana a criação de uma comissão para tocar uma "investigação interna" no partido, a "exclusão imediata" dos recém-filiados das prévias e o encaminhamento da representação ao Ministério Público eleitoral por "eventual fraude e falsidade ideológica".

Nos últimos dias, acirrou-se a disputa interna entre os dois governadores, que tentam converter dissidentes nos feudos dos oponentes. Nesta semana, Leite ganhou o apoio da Juventude do PSDB, ligada ao senador Tasso Jereissati (CE), e do terceiro vice-presidente do PSDB paulista, Evandro Losacco, enquanto Doria recebeu o apoio do diretório do Rio Grande do Norte.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários