Vice-presidente Hamilton Mourão
Marcos Corrêa/ PR
Vice-presidente Hamilton Mourão


Em suas alegações finais ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) disse que não tem qualquer envolvimento com bolsonaristas investigados no inquérito das fake news. Ele disse também que não aprovou a suposta contratação de empresas para disparar mensagens contra o PT durante a eleição de 2018. 


A Corte julga o processo que pede a cassação da chapa Jair Bolsonaro-Hamilton Mourão por abuso de poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação no âmbito eleitoral. 


Segundo a coluna de Igor Gadelha, no portal Metrópoles, Mourão afirmou que uma "documentação sigilosa" compartilhada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) atesta sua versão. Além disso, sem mencionar o presidente da República, a defesa do vice pediu que as ações sejam "julgadas improcedentes" porque entendem que a coligação que apoiou a candidatura de Fernando Haddad (PT) não conseguiu provar a compra de disparos de mensagens em massa.



Assim como Mourão, a Procuradoria-Geral Eleitoral (PGE) se manifestou a favor da rejeição do pedido de cassação . Com isso, o relator do caso, ministro Luís Felipe Salomão, já o liberou para julgamento . Agora falta apenas o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, marcar a data.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários