Roberto Jefferson chama Ciro Nogueira de 'príncipe das trevas'
Reprodução
Roberto Jefferson chama Ciro Nogueira de 'príncipe das trevas'

Uma carta escrita pelo presidente do PTB,  Roberto Jefferson, com ataques ao ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira (PP-PI) e ao senador Renan Calheiros (MDB-AL) foi divulgada por integrantes do partido. O texto intitulado “reflexões de um preso político” foi escrito de um hospital na Barra, no Rio de Janeiro, onde o ex-deputado — preso no inquérito dos atos antidemocráticos — se recupera de um cateterismo.

Na carta o petebista insinua um acordo entre Nogueira e Calheiros sobre a nomeação do próximo ministro do STF. Indicado pelo presidente Jair Bolsonaro a uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF), André Mendonça está com sua sabatina sendo barrada pelo o senador Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Jefferson chama Ciro Nogueira e Renan Calheiros de “anjos decaídos” e “príncipes das trevas”. O relato da CPI da Covid é ainda qualficado como “sinistro” e “senador de Satanás”.

No texto, o presidente do PTB faz coro às críticas do pastor Silas Malafaia que mandou um recado cobrando o governo sobre a demora para a realização da sabatina de Mendonça, ministro “terrivelmente evangélico” escolhido por Bolsonaro. Além de atacar Alcolumbre, responsável por marcar a sabatina, Malafaia sugeriu que membros e aliados do governo vêm buscando alternativas a Mendonça.

Leia Também

Na carta, Jefferson repete as insinuações do pastor sobre os supostos encontros para tratar do tema: “Será que trataram da nomeação para ministro do STF de André Mendonça? Ou será que discutiram um acordo, ministro e sinistro relator da CPI da Covid?”, escreveu.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários