Senador Omar Aziz durante sessão da CPI
Edilson Rodrigues/ Agência Senado
Senador Omar Aziz durante sessão da CPI


Presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, o senador Omar Aziz (PSD-AM) avalia pedir ao relator do colegiado, Renan Calheiros (MDB-AL), para incluir o indiciamento dos membros da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias (Conitec). O órgão de caráter consultivo é responsável por analisar técnicas de novos medicamentos do Sistema Único de Saúde (SUS).


Aziz diz considerar essa medida caso o Conitec não se manifeste sobre o uso do "kit Covid", composto por medicamentos sem eficácia comprovada contra a Covid-19. Por esse mesmo motivo, ele não descarta adiar os trabalhos da CPI, previstos para encerrar na próxima semana , com a conclusão do relatório.


"A questão da Conitec é muito séria, quase dois anos de utilização de medicamentos (comprovadamente ineficazes) e a Conitec não tem posicionamento? Não podemos fechar a CPI sem esse posicionamento", disse Aziz, em entrevista ao UOL. Na última quinta-feira (7), a Conitec adiou uma votação que poderia proibir o uso da hidroxicloroquina e da cloroquina em pacientes diagnosticados com o coronavírus.



A publicação destaca que não há consenso sobre esse eventual adiamento da CPI. Membros como o senador Humberto Costa (PT-PE) dizem que a comissão já promoveu avanços importantes em relação às omissões e omissões do governo na pandemia e que um novo adiamento poderia criar um "desgaste desnecessário". Outros, como o vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), são favoráveis à extensão dos trabalhos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários