Novo chanceler da Áustria, Alexander Schallenberg
BMEIA/ Gruber/ Fotos Públicas
Novo chanceler da Áustria, Alexander Schallenberg


O ex-ministro das Relações Exteriores da Áustria Alexander Schallenberg prestou juramento nesta segunda-feira (11) como novo chanceler do país.


O 16º chefe de governo desde o fim da Segunda Guerra Mundial havia sido nomeado um dia antes pelo presidente, Alexander van der Bellen, para o lugar de Sebastian Kurz e continuará a guiar uma coalizão do Partido Popular Austríaco (OVP) e Os Verdes.


Na cerimônia, também prestou juramento Michael Linhart, o substituto de Schallenberg no Ministério das Relações Exteriores.


Schallenberg tem 52 anos, é diplomata e jurista e estava no cargo de ministro desde junho de 2019. Nascido na Suíça, o político é filho de um diplomata e morou em diversos países durante sua infância e adolescência, como na Índia e França.

Leia Também


Ao indicar o novo chanceler, Van der Bellen afirmou que a "crise de governo terminou" e agradeceu Kurz por "evitar danos à República" ao anunciar sua renúncia rapidamente.


Kurz deixou o governo após ser alvo de uma investigação formal na Áustria por suspeita de suborno e abuso de autoridade na última semana. O ex-chanceler, assim como outros membros de seu partido, são suspeitos de terem usado dinheiro do Ministério das Finanças para pagar pesquisas de opinião favoráveis ao governo .


Conforme os procuradores anticorrupção, a verba saiu do Ministério entre os anos de 2016 e 2018 e também teria sido dada para um jornal local fazer matérias em favor do governo.


Apesar de ter renunciado, Kurz negou todas as acusações e disse que provará que não cometeu nenhum crime. Para ele, as "denúncias são falsas".


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários