Prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes
Reprodução
Prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB) , recebeu dinheiro de uma das empresas investigadas no escândalo denominado 'máfia das creches'. Segundo a Folha de S. Paulo, a empresa da família do político também recebeu repasses. A apuração foi feita com base na quebra de sigilo bancário de pessoas suspeitas de integrar o esquema de desvios de verbas do município.

Segundo o jornal, os repasses envolvem cerca de R$ 31 mil em ao menos três operações feitas, duas delas no início de 2018, quando Nunes era vereador na capital paulista e mantinha relação com entidades responsáveis pelo gerenciamento de creches. Apesar de não negar os repasses, Nunes diz que eles não são ilícitos.

"O prefeito Ricardo Nunes, por meio de seus advogados constituídos, esclarece que, embora não tenha sido intimado para prestar esclarecimentos atinentes ao caso em voga, assim que soube da existência das investigações requereu acesso ao procedimento com intuito de auxiliar as autoridades na apuração dos fatos, o que se dará a partir da apresentação dos esclarecimentos à autoridade policial", diz a nota enviada pela assessoria do prefeito.

A investigação, que teve início com a Polícia Civil, foi transferida para a Justiça Federal, pela presença entre os valores desviados de recursos públicos “provenientes da União, mediante adulteração/falsificação de guias de Previdência Social, comprovantes bancários e notas fiscais”.

Policiais civis ouvidos pela Folha , como a investigação foi suspensa assim que a quebra de sigilo indicou o possível envolvimento do prefeito no esquema, não é possível dizer se houve ilegalidade ou não nos repasses.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários