Supremo Tribunal Federal
Agência Brasil
Supremo Tribunal Federal

Alvo recorrente do presidente Jair Bolsonaro, o Supremo Tribunal Federal (STF) manteve sua avaliação perante a população estável de julho para cá, de acordo com dados da pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (25). A aprovação do Supremo, porém, é de 25%.

Um quarto dos brasileiros consideram o trabalho dos 11 ministros ótimo ou bom, 35% acham a atuação do STF regular e outros 35% reprovam o Supremo. A pesquisa Datafolha foi feita entre os dias 13 e 15 de setembro e entrevistou 3.667 pessoas em 190 municípios.

Em relação à pesquisa anterior, realizada em julho deste ano, o resultado permaneceu estável. Na ocasião, 24% aprovavam o trabalho do STF, 36% consideravam regular e 33% reprovavam. A margem de erro é dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Com a estabilidade, é possível dizer que o desgaste do STF promovido por Bolsonaro teve poucos danos à imagem do órgão. Entre os apoiadores do presidente, porém, a reprovação da Corte é maior.

Dentre os 22% dos brasileiros que consideram Bolsonaro ótimo ou bom, 56% reprovam o trabalho do STF. Empresários, ricos e pessoas com curso superior também tendem a avaliar negativamente o Supremo. Dentre os empresários, 59% acham o trabalho dos ministros ruim ou péssimo; dentre quem recebe mais de 10 salários mínimos mensais, 51%; e dentre os brasileiros com curso superior, 42%.

O STF tem melhor reputação entre quem reprova o governo Bolsonaro e quem prefere o PSDB. Dentre os apoiadores dos tucanos, 41% acham o trabalho do STF bom ou ótimo; dentre os anti-Bolsonaro, 32%.

Na série atual do Datafolha, o melhor momento do Supremo foi atingido em maio de 2020. Na ocasião, 30% dos brasileiros apoiavam os ministros, contra 26% que rejeitavam seu trabalho.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários