Marcelo Queiroga
Valter Campanato/Agência Brasil
Marcelo Queiroga


O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, testou positivo para a Covid-19. Ele é o segundo membro da comitiva do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em viagem nos Estados Unidos a ter o diagnóstico positivo para a doença.


Antes dele, um diplomata responsável por organizar a viagem presidencial foi confirmado com o coronavírus .


A informação foi divulgada pela coluna de Guilherme Amado, no portal Metrópoles, e pela CNN Brasil, na noite desta terça-feira (21). O próprio Queiroga, já vacinado com as duas doses, confirmou a informação à emissora de TV. Minutos depois, ele fez uma postagem no Twiiter, informando que fará a devida quarentena de 14 dias nos Estados Unidos.



O ministro está entre os membros do governo que foram a Nova York acompanhar Bolsonaro. Nesta terça-feira (21), o presidente brasileiro discursou na cerimônia de abertura da 76ª Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).


Bolsonaro afirma que ainda não se vacinou contra a Covid-19 e não dá sinais de que irá se vacinar. Por conta disso, ele fez algumas de suas refeições em praça pública , já que os restaurantes da cidade estadunidense só podem receber clientes vacinados.



Essa postura negacionista, entre outras ações do presidente, incitou protestos contra ele e sua comitiva. Em uma dessas passagens, na noite desta segunda-feira (20), o ministro Queiroga reagiu aos manifestantes oferecendo a eles o dedo do meio , sinal comumente usado por crianças em brigas e birras.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários