Tabata Amaral
Cleia Viana/Câmara dos Deputados - 27.3.19
Tabata Amaral



A deputada federal Tabata Amaral (PSB-SP) se posicionou sobre o retuíte do ator José de Abreu. Após um usuário do Twitter compartilhar uma  matéria do iG referente a uma entrevista da parlamentar e escrever a legenda: "Se eu encontro na rua, soco até ser preso", José de Abreu retuítou todo o conteúdo e foi  criticado por incentivar a violência contra uma mulher.

Tabata afirmou que essa não foi a primeira vez que recebeu ameaças em redes sociais, mas, por outro lado, também disse que nunca recebeu tanto apoio.

"Um cidadão fez uma ameaça de violência física contra mim e, como se isso já ñ fosse grave por si só, outro cidadão com meio milhão de seguidores retuitou o post. Essa ñ é a 1ª vez que recebo ameaças, mas é raro pessoas rechaçarem elas em massa e de forma contundente como agora", disse a deputada.



Leia Também


A parlamentar continuou: "A ameaça não vai me calar, isso é certo. Mas aproveito a oportunidade para fazer um convite à reflexão, para que não deixemos a intolerância, mesmo a mais sutil ou invisível, tomar conta da política brasileira. Somos melhores do que isso. A violência política é a razão pela qual milhares de mulheres nem ousam se candidatar pra começar. Escuto isso todos os dias. Ninguém é obrigado a conviver com isso. Tomarei as medidas judiciais cabíveis, mas, de novo, ñ é a justiça sozinha que dará conta de resolver o problema", declarou.

Para Tabata, a violência política só vai acabar quando houver tolerância zero contra a intolerância, ataques e ameaças pessoais. "Quando formos tão respeitosos com nossos adversários quanto somos com nossos amigos, porque respeito não é reverência, é regra mínima de convivência. Agradeço o apoio de todos e todas e as mensagens de carinho. Isso me dá muita força e esperança de que não estou sozinha nessa luta contra a violência política", encerrou.


Zé de Abreu

Por sua vez, o ator usou suas redes sociais neste domingo mais para falar  sobre o centenário do nascimento de Paulo Freire. Em relação à Tabata, ele postou: "Aprendam a usar esta ferramenta: dar RT pode significar denúncia e não apenas apoio. Depende de quem o faz. Bom domingo a todos com @LulaOficial e Paulo Freire na cabeça".


No seu perfil no Twitter, no entanto, ainda é possível ver um post com a mesma matéria do iG sobre a Tabata, no qual o ator usou a legenda "Canalha". Sobre a matéria, ele ainda disse: "Ela vai ensinar pois é “diferente”. Lembra o Collor".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários