Geraldo Alckmin não deve ficar no PSDB para a disputa em 2022
Reprodução/Wikimédia Communs
Geraldo Alckmin não deve ficar no PSDB para a disputa em 2022

Geraldo Alckmin (PSDB) lidera a corrida eleitoral para o governo de São Paulo em 2022, superando Fernando Haddad (PT), que está na segunda colocação. A pesquisa foi divulgada pelo Datafolha neste domingo (29). 

Segundo o Datafolha, o ex-governador de São Paulo tem 26% das intenções de voto. Fernando Haddad, por sua vez, tem 17% das intenções. O terceiro candidato mais cotado pelo Datafolha é o ex-governador Márcio França (PSB), com 15%, seguido por Guilherme Boulos (PSOL) com 11%.

Em cenário sem Alckmin, Haddad lidera a disputa
Reprodução
Em cenário sem Alckmin, Haddad lidera a disputa

Tarcísio de Freitas (sem partido) e Arthur do Val (Patriota) estão empatados com 4% das intenções de voto. Abraham Weintraub (sem partido) divide a última colocação com Vinicius Poit (Novo), ambos com 1% das intenções. O Datafolha aponta que 17% dos entrevistados responderam que devem votar nulo ou branco.

A pesquisa foi realizada na última semana, ouvindo 2.034 pessoas de 16 anos ou mais em 70 cidades do estado. 

Geraldo Alckmin deve deixar o PSDB. O ex-governador conversa com outros partidos, como o PSD, para voltar a disputar o governo do Estado. Neste caso, os tucanos devem apostar em Rodrigo Garcia, vice-governador de São Paulo e secretário de governo estadual.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários