Mesa diretora da CPI da Covid
Divulgação/Agência Senado/Edilson Rodrigues
Mesa diretora da CPI da Covid

A Polícia Federal (PF) cumpre, na manhã desta sexta-feira (17), mandados de busca e apreensão na sede da Precisa Medicamentos , empresa alvo de investigações da CPI da Covid. A operação foi feita a pedido da comissão e autorizada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli.

A Precisa foi responsável por intermediar as negociações entre o Ministério da Saúde e a farmacêutica indiana Bharat Biotec na negociação para aquisição da vacina indiana Covaxin. O contrato foi cancelado tempos depois, após suspeitas de irregularidades.

A PF tenta encontrar informações sobre o contrato entre a farmacêutica e a empresa  Bharat Biotech, que, segundo a cúpula da CPI, foram solicitados diversas vezes.

“A CPI buscou de todas as formas obtenção dessas informações junto à Empresa e ao Ministério da Saúde, não obtendo êxito. Devido a isso, se fez necessária a utilização deste instrumento judicial”, diz a CPI em nota. 

“A operação, que foi autorizada pelo STF, destina-se à apreensão de informações relativas ao contrato entre a Precisa e a Bharat Biotech, assim como todos os documentos relacionados ao contrato”, diz Randolfe.

“A CPI tentou de todas as formas obter essas informações e não logrou êxito. Fez-se necessário, para prosseguimento das apurações, a utilização deste instrumento judicial”, afirma o senador.

Leia Também


Nota oficial da CPI da Covid

“Desde às 06h de hoje (17), a Polícia Federal realiza operação de BUSCA E APREENSÃO na sede da PRECISA COMERCIALIZAÇÃO DE MEDICAMENTOS LTDA., nos endereços Avenida Tamboré, nº 267, 28º andar, Barueri – SP e Avenida Portugal, nº 1100, Bairro Itaqui, Itapevi – SP.

A operação é cumprimento de solicitação realizada pela Comissão Parlamentar de Inquérito do Senado Federal para apurar ações e omissões no enfrentamento da Pandemia da COVID-19 no Brasil (CPI da Pandemia), sob decisão proferida pelo Supremo Tribunal Federal, através de sua Excelência, o Ministro Dias Toffoli.

A operação destina-se à busca e apreensão de informações relativas ao contrato entre a Precisa Medicamentos e a Empresa Indiana Bharat Biotech, assim como todos os documentos relacionados a este contrato.

A CPI buscou de todas as formas obtenção dessas informações junto à Empresa e ao Ministério da Saúde, não obtendo êxito. Devido a isso, se fez necessária a utilização deste instrumento judicial.

Senador Omar Aziz (Presidente da CPI da Pandemia)
Senador Randolfe Rodrigues (vice-presidente)
Senador Renan Calheiros (Relator)”


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários