Eduardo Bolsonaro (PSL)
Reprodução
Eduardo Bolsonaro (PSL)

O deputado federal e filho do presidente,  Eduardo Bolsonaro (PSL-SP),  apresentou um pedido ao Supremo Tribunal Federal (STF) de abertura de investigação contra o ministro Luís Roberto Barroso , presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Contudo, a solicitação foi rejeitada e arquivada pelo ministro Alexandre de Moraes.

A solicitação foi feita por Eduardo em momento de atritos entre Barroso e Bolsonaro. Na última semana, o presidente enviou um pedido de impeachmente contra Moraes, mas que foi rejeitado pelo presidente Rodrigo Pacheco (DEM - MG).

Eduardo apresentou ao STF um pedido para que Barroso fosse investigado dentro do inquérito das Fake News. Alexandre de Moraes rejeitou e arquivou o pedido na última quarta-feira (25). 

No pedido, o deputado reforça o discurso de Bolsonaro alegando que Barroso mentiu ao dizer que as urnas eletrônicas são seguras e que não há risco de fraude nas esleições. 


Para Moraes, não há nenhum indício de que Barroso cometeu o crime relatado. "O noticiante não trouxe aos autos indícios mínimos da ocorrência de ilícito criminal, não existindo, portanto, na presente petição, nenhum indício real de fato típico", escreveu o ministro. "Flagrante a ausência de justa causa, a consequência é o indeferimento do pedido com imediato arquivamento da representação", disse. 

Você viu?


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários