O presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso,
Nelson Jr./SCO/STF
O presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso,

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso , afirmou nesta quinta-feira, 19, que é preciso acabar com as campanhas de desinformação e ódio no Brasil. Ademais, ele declarou que a democracia não tem espaço para “disseminação de ódio e mentira deliberada”.

“A democracia tem espaço para todos: liberais, conservadores, progressistas, mas não tem espaço para a disseminação do ódio e difusão de mentira deliberada e de ataques destrutivos às instituições”, falou o ministro durante sessão virtual no TSE.

Segundo Barroso, o bem tem que prevalecer o mal. “Repito, há espaço para todas as visões de mundo, que não sejam baseadas na violência e na intolerância. E é isso que o TSE defende”, declarou.

Em um post nas redes sociais, Barroso acrescentou alguns pontos referente as declarações feitas no TSE. "Não pode haver neutralidade e nem proveito financeiro sobre o que destrói a democracia", acrescentou o ministro.

“Nós precisamos pacificar o Brasil contra o ódio. Faço aqui um apelo: dinheiro não é tudo na vida. É preciso cultivar valores”, afirmou o presidente do TSE.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários