Roberto Jefferson e Jair Bolsonaro
Reprodução
Roberto Jefferson e Jair Bolsonaro

O presidente do PTB e ex-deputado Roberto Jefferson divulgou nesta quarta-feira (25), por meio de aliados, uma mensagem em que pede para o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) jogar "fora das quatro linhas" — isto é, descumprir medidas previstas na Constituição.  O deputado está preso o dia 13 deste mês, por ordem expedida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes. 

Jefferson afirma no texto que Bolsonaro “não é uma ameaça de ruptura às instituições”, mas "a própria ruptura". O ex-deputado ainda se denomina um "preso político" na assinatura do escrito.

“Bolsonaro é a ruptura. Quem o aconselha à moderação erra. Ele não pode recuar. Ele sintetiza o sonho de um país honesto e honrado da grande maioria da nossa população”, diz a mensagem.

O político escreve ainda que Bolsonaro tem a "missão especial" de  “liquidar com as chances de os agentes da elite do Estado voltarem a delinquir e rapinar”.

O presidente Jair Bolsonaro já ameaçou 'sair das quatro linhas da Constituição' algumas vezes. No último dia 4, o chefe do Executivo disse que poderia tomar medidas inconstitucionais em resposta ao inquérito das fake news, relatado por Alexandre de Moraes.

“[O inquérito] está dentro das quatro linhas da Constituição? Não está. Então, o antídoto para isso também não é dentro das quatro linhas da Constituição. Aqui ninguém é mais macho que ninguém. […] Meu jogo é dentro das quatro linhas. Agora, se começar a chegar algo fora das quatro linhas, sou obrigado a sair das quatro linhas. É coisa que eu não quero."


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários