Michel Temer e Jair Bolsonaro
Wilson Dias/Agência Brasil
Michel Temer e Jair Bolsonaro

Após Bolsonaro prometer pedir  impeachment de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e convocar eleitores para um "contragolpe", militares teriam entrado em cena e convocado o ex-presidente Michel Temer (MDB) para tentar 'moderar' o capitão da reserva. As informações são do jornalista Guilherme Amado.

Temer teria telefonado para um intermediário, o ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira (PP), e se colocado à disposição de Bolsonaro. O recado foi repassado por Ciro a Bolsonaro.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), não enxerga com bons olhos um pedido de impeachment de ministros da Corte.

Para Pacheco, um processo de impeachment neste momento poderia prejudicar as pautas propositivas necessárias para o Brasil. Ontem (18), o parlamentar defendeu que "o diálogo precisa estar sempre presente entre os chefes de poderes".

"Precipitarmos uma discussão de impeachment, seja do Supremo, seja do presidente da República ou qualquer tipo de ruptura, não é algo recomendável para um Brasil que espera uma retomada do crescimento, uma pacificação geral, uma pauta de desenvolvimento econômico, de combate à miséria, pobreza de combate ao desemprego", avaliou.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários