João Doria
Reprodução/Instagram
João Doria


A tensão entre o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), e o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), ganhou mais um capítulo na tarde desta terça-feira (17).

Em entrevista à CNN, o tucano rebateu, mais uma vez, as críticas do presidente à CoronaVac, vacina produzida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac. 

Você viu?

"Acho que ele esqueceu que a mãe dele tomou a CoronaVac. A vacina que salvou a mãe dele é a CoronaVac. Ele despreza os brasileiros. É lamentavelmente um presidente desqualificado", disse Doria, que continuou: "É lamentável, bizarro e triste se não fosse essa a realidade a qual se expõe o presidente, objeto inclusive de memes pela postura. O presidente nem sequer reconhece que a mãe tomou duas doses da vacina que ele tanto implica, acusa e desqualifica. É inacreditável". 



A declaração de Doria à CNN foi uma resposta a uma fala de Bolsonaro, dada também nesta terça-feira, mais cedo, em entrevista à Rádio Capital Notícia Cuiabá. Segundo o presidente, as pessoas que têm sido vacinadas com a CoronaVac "estão morrendo", ou seja, não estão sendo imunizadas de forma eficaz. 

"Olha o que está acontecendo com a Coronavac. Ninguém tem coragem de falar. Gente que tomou as duas doses, foi infectada e está morrendo. Por que ela está morrendo? Porque acreditou nas palavras do governador de São Paulo que disse que quem tomasse as duas doses da Coronavac e for infectado jamais morrerá e a pessoa fica em casa, achando que tomou as duas doses e não vai morrer e acaba morrendo", declarou Bolsonaro. 



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários