Luiz Paulo Dominguetti na CPI da Covid
Divulgação/Agência Senado/Edilson Rodrigues
Luiz Paulo Dominguetti na CPI da Covid

Representante da empresa Davati Medical Supply no Brasil, o empresário Cristiano Alberto Carvalho negou que o áudio do deputado Luís Claudio Miranda (DEM-DF), recebido por ele e divulgado na CPI da Covid por Luiz Paulo Dominguetti, tratasse da negociação de vacinas, como foi alegado pelo depoente . Segundo Carvalho, Dominguetti quer "aparecer".

"Eu recebi de outra pessoa, não diretamente do Luiz, não se refere a vacinas. Acredito que sobre os negócios dele nos EUA. Não tem nada uma coisa com a outra", completou. 

Em resposta a equipe de reportagem de O Globo, Carvalho disse que Luís Miranda não possui relações com a Davati. Para ele, o Dominguetti "quer aparecer" na CPI da Covid com essa afirmação.

Na CPI, Dominguetti afirmou que Miranda tentou negociar aquisição de vacinas contra a Covid diretamente com a empresa Davati . Dominguetti descreveu telefonemas que teria recebido de pessoas do governo com ofertas de "facilidades" para os contratos de vacinas e que possuía informação de que "parlamentar tentou negociar a busca da vacina diretamente com a Davati.

Indagado pelo senador Humberto Costa (PT-PE) sobre qual seria o nome desse político. Dominguetti respondeu que era Luis Miranda e mostrou um áudio do deputado, que teria recebido de Cristiano.

Ao Globo, o deputado Luis Miranda (DEM-DF) nega ter qualquer conhecimento da existência da empresa Davati Medical Supply. Diz que nunca tratou sobre vacinas com Dominguetti ou com qualquer outra pessoa. "É mentira, lógico que não. Eu nunca falei sobre vacinas. Não sei nem quem é (Dominguetti). Estou começando a achar que esse cara foi enviado por (Jair) Bolsonaro para fazer denúncias mentirosas".

Você viu?

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários