Senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP)
Divulgação/Agência Senado/Jefferson Rudy
Senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP)

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente da CPI da Covid , afirmou neste sábado (26), que vai apresentar, na segunda-feira (28), uma notícia-crime à Procuradoria-Geral da República ( PGR ) para que o presidente Jair Bolsonaro seja investigado. As informações são do G1.

Randolfe disse que vai apontar indícios de que Bolsonaro cometeu crime de prevaricação que, de acordo com o Código Penal, consiste em "retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício, ou praticá-lo contra disposição expressa de lei, para satisfazer interesse ou sentimento pessoal". Caso queira prosseguir com a investigação, a PGR deverá pedir autorização do Supremo Tribunal Federal (STF).

Na sexta-feira (25), o deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) afirmou, em depoimento à CPI da Covid , que Bolsonaro foi informado sobre possível corrupção na compra da vacina Covaxin . Miranda disse, ainda, que o presidente atribuiu a culpa das irregularidades ao deputado federal Ricardo Barros (PP-PR), líder do governo na Câmara.

"Diante deste grave acontecimento, estarei representando na segunda-feira à Procuradoria-Geral da República para dar notícia de crime de prevaricação cometido pelo senhor presidente da República. Este crime até aqui é o mínimo a ser apurado. Eu tenho certeza que a CPI apurará muito mais além disso", disse Randolfe .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários