Wilson Witzel, ex-governador do Rio de Janeiro na CPI da Covid
Reprodução: iG Minas Gerais
Wilson Witzel, ex-governador do Rio de Janeiro na CPI da Covid

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid aprovou, nesta quarta-feira, 23, uma oitiva secreta do ex-governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel. Em seu primeiro depoimento, ele solicitou a reunião sigilosa, apenas com os senadores, para poder dar mais informações à comissão. Witzel disse ter conhecimento sobre interferência nas investigações do caso Marielle, na Polícia Federal e na gestão de hospitais federais do Rio. Ele também disse estar sofrendo diversas ameaças.

O requerimento para oitiva secreta de Witzel teve voto contrário de apenas três senadores. Segundo o presidente da comissão, Omar Aziz (PSD-AM), qualquer senador, integrante ou não da CPI, pode participar dessa sessão. Ainda será definido o dia e local do depoimento.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários