Omar Aziz (PSD-AM)
Pedro França/Agência Senado
Omar Aziz (PSD-AM)

A CPI da Covid entrou em contato com a Polícia Federal (PF) para saber se o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) repassou à PF o alerta de que havia suspeita de corrupção no contrato de aquisição da vacina indiana Covaxin . O comunicado foi feito em março por um servidor do Ministério da Saúde e revelado pelo GLOBO. O imunizante é produzido pela Bharat Biotech e representado no Brasil pela farmacêutica Precisa.

"A partir de agora, tem-se um novo caminho para investigar. A demora para adquirir algumas vacinas não ocorreu para todas. Há uma diferença de tratamento muito grande. Ele (servidor) diz que Pazuello foi demitido porque não aceitava corrupção . Ele está dando uma informação ao Brasil", disse o presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM).

"Acabei de pedir para o delegado da PF que peça ao diretor-geral para saber se houve inquérito para investigar essa questão da Covaxin. Se o presidente foi avisado pelo servidor e tomou providências, ótimo. Se não tomou, é preocupante", completou Aziz.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários