Alexandre Kalil opina sobre suposto superfaturamento na compra de vacina pelo governo Bolsonaro
Montagem iG / Amira Hissa/PBH e Isac Nóbrega/PR
Alexandre Kalil opina sobre suposto superfaturamento na compra de vacina pelo governo Bolsonaro

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), comentou na noite desta terça-feira (22) as revelações acerca da compra da vacina Covaxin , produzida na Índia, pelo Governo Federal por um preço 100% maior do que o pedido pela própria fabricante.

“Eu acho que tem que provar, se provar o mundo vai cair, por que 1000% mais caro sema a provação da Anvisa. Olha, tem coisas qeu eu não acredito, só acredito vendo, e vou te falar, não acredito nisso, é uma barbaridade total, isso não existe”.

A revelação da compra supostamente superfaturada foi feita pelo jornal Estado de S.Paulo através de documentos do Ministério das Relações Exteriores.

Uma dose do imunizante , que custava cerca de US$ 1, teve custo de US$ 15 pelo Ministério da Saúde. A empresa que intermediou o negócio é alvo da CPI da Covid.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários