Senador Omar Aziz (PSD-AM) presidente da CPI da Covid-19
Divulgação/Agência Senado/Edilson Rodrigues
Senador Omar Aziz (PSD-AM) presidente da CPI da Covid-19


O presidente da Comissão de Inquérito Parlamentar (CPI) da Covid-19 , Omar Aziz (PSD-AM), afirmou que todos os intimados que se recusarem a comparacer no plenário para prestar depoimento, poderão ser alvos de conduções coercitivas.

"Esclareço que aqueles que forem, regularmente, intimados e se negarem a comparecer para depor perante essa CPI, terão a sua intimação solicitada ao juiz criminal da localidade que reside ou se encontre, nos termos do artigo 218 e 219 do código penal. Determina o artigo 218, que o juiz poderá requisitar a autoridade policial a apresentação da testemunha faltosa, ou determinar que seja conduzida por oficial de justiça, o qual poderá solicitar o auxílio da força pública".

Aziz completou que o se Carlo Wizard não comparecer para depor, na próxima quinta-feira (17), "nós iremos tomar as devidas providências", fazendo referência a sua fala anterior.

Carlos Wizard é considerado um dos integrantes do "Ministério da Saúde paralelo". A secretaria da CPI enviou, na última segunda-feira (14), a notificação ao empresário  para seu e-mail, WhatsApp e endereço residencial, em Campinas (SP), mas não obteve resposta.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários