Ex-secretário da saúde Élcio Franco teve o sigilo mantido por decisão do STF
Edilson Rodrigues/Agência Senado
Ex-secretário da saúde Élcio Franco teve o sigilo mantido por decisão do STF

 O ministro Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF), indeferiu o pedido da CPI da Covid pela quebra dos sigilos do ex-secretário geral do Ministério da Saúde da gestão Pazuello, Elcio Franco, e do atual secretário de Ciência e Tecnologia da pasta, Hélio Angotti. As informações são da CNN Brasil.

Em decisão semelhante à dada mais cedo por Barroso, Nunes Marques alegou que os pedidos da CPI são muito genéricos e não justificam o acesso aos dados.

Até o momento, dos 20 pedidos de quebra de sigilos da CPI, quatro foram aceitos pelos ministros Ricardo Lewandoski e Alexandre de Moraes. São eles os dos ex-ministros Eduardo Pazuello e Ernesto Araújo; da coordenadora do Programa Nacional de Imunização (PNI) Franciele Fantinato e da secretária de gestão na Saúde, Mayra Pinheiro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários