Jair Bolsonaro (sem partido) e o ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que é comandante da ativa do Exército
Reprodução
Jair Bolsonaro (sem partido) e o ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que é comandante da ativa do Exército

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) condecorou o comandante do Exército, general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, com o grau mais alto da Ordem do Mérito da Defesa, honraria concedida a quem presta relevantes serviços ao Ministério da Defesa e às Forças Armadas do Brasil. O decreto com a decisão foi publicado nesta segunda-feira, 07, no Diário Oficial da União (DOU).

Na semana passada, o comandante se alinhou ao desejo do presidente e  livrou o general da ativa Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde, de receber uma punição por ter participado de ato político em apoio a Bolsonaro no Rio de Janeiro. 

Pelas regras dos militares, os membros da ativa são proibidos de participar de atos políticos. O general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira concluiu que Pazuello não cometeu "transgressão disciplinar", mesmo ele tendo subindo em um carro de som e discursado em defesa de Bolsonaro.

O procedimento administrativo contra Pazuello foi arquivado. O Exército informou que, no entendimento do comandante, " não restou caracterizada a prática de transgressão disciplinar por parte do general Pazuello ".

O Diário Oficial da União desta segunda-feira contém cinco decretos concedendo a condecoração a várias autoridades, entre militares e civis. Além do comandante, o ministro das Relações Exteriores, Carlos Alberto Franco França,  também recebeu o grau de Grã-Cruz no quadro ordinário da Ordem do Mérito da Defesa.

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), também foram condecorados. Ministros do governo Bolsonaro também foram homenageados.

A condecoração reconhece autoridades ou personalidades civis e militares,  brasileiras ou não, que prestarem relevantes serviços às Forças Armadas do Brasil, além de militares que se destacarem no exercício da profissão. A medalha é conferida também a bandeiras e estandartes de organizações militares e instituições civis.

- Com informações de O Estado de S. Paulo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários