Pênis inflável na porta da Fiocruz
Reprodução/Twitter
Pênis inflável na porta da Fiocruz

O pênis inflável na porta da Fiocruz , citado durante a CPI da Covid , realmente existiu. A possível existência do objeto virou piada nas redes sociais depois da secretária de Gestão do Trabalho e da Educação do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro , conhecida como " capitã cloroquina ", dizer que "têm um pênis da porta da Fiocruz" durante seu depoimento.

Na ocasião, os internautas decretaram que Mayra estava se referindo a uma torre que aparece no logotipo dos 120 anos do instituto, que poderia ter sido confundida com o objeto fálico. Através do Twitter, porém, uma internauta publicou uma foto que mostra o verdadeiro pênis inflável.

Na imagem, é possível ver também um cartaz com símbolos do Estudo AMP (anticorpos mediando a prevenção, da sigla em inglês), da Fiocruz e do INI (Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas), órgão ligado à Fiocruz.

A coluna Poder, da Folha de S. Paulo, entrou em contato com o INI, que confirmou que o objeto fálico, de fato, existiu. "A imagem em questão é parte de uma campanha de prevenção da infecção pelo HIV e de recrutamento para um estudo que testou o uso de anticorpos monoclonais para a prevenção da aquisição da infecção pelo HIV", respondeu a instituição.

A assessoria de imprensa do órgão, porém, não respondeu onde o pênis inflável foi instalado, nem quando. "A Fiocruz jamais teve a imagem de um pênis em nenhuma portaria", declarou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários