Presidente Jair Bolsonaro (sem partido)
Alan Santos/PR
Presidente Jair Bolsonaro (sem partido)

O presidente Jair Bolsonaro se irritou na manhã desta terça-feira com uma apoiadora que cobrou uma ação mais enérgica do presidente, com uso das Forças Armadas. A apoiadora afirmou que o povo estaria sofrendo "na mão daqueles demônios" e questionou por que  Bolsonaro não usa seu poder como chefe das Forças Armadas. Ao responder à apoiadora, entretanto, Bolsonaro afirmou que "ditadura não e comigo" e que aqueles que não estiverem contentes com ele, podem votar no ex-presidente Lula nas  eleições de 2022 .

Nas últimas semanas, Bolsonaro tem ameaçado editar um decreto que, em suas palavras, poderia colocar o Exército nas ruas contra medidas restritivas adotadas por prefeitos e governadores.

"Tem algum posicionamento a favor do 31 de março de 1964 (data do golpe militar)? Tem alguma posição tua?", disse à apoiadora, antes de completar: "Porque vieram tudo para cima da gente, contra a gente, naquela época. Bom, não vou discutir esse assunto, não vou debater não. Olha, quem não está contente comigo, tem Lula em 22 aí."

Um pouco antes, Bolsonaro indagou a apoiadora sobre em quem ela teria votado nos últimos 30 anos. "Você passou 30 anos votando em quem? 30 anos votando em que tipo de gente? Calma lá, vamos com calma o negócio aí. Quer ditadura , não é comigo", afirmou.

As imagens foram gravadas e publicadas por um canal nas redes sociais simpático ao presidente. Na conversa, o presidente voltou a criticar as medidas restritivas adotadas por prefeitos e governadores contra a Covid-19 . Bolsonaro citou o exemplo do lockdown implementado em Araraquara, cidade do interior de São Paulo, governada pelo prefeito Edinho Silva, do PT. Segundo ele, apesar das críticas feitas ao lockdown, prefeitos como Edinho foram reeleitos.

"Vocês reclamam dos prefeitos, igual aquele lá de Araraquara. Ele deitava e rolava no lockdown. Foi reeleito. Então, por favor, não me venha mais falar dessa maneira comigo. Se o cara foi reeleito, estava fazendo a coisa certa. E continua fechando Araraquara", afirmou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários