Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski
Rosinei Coutinho/SCO/STF
Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski

O ministro Ricardo Lewandowski do STF (Supremo Tribunal Federal) irá avaliar, na próxima quinta-feira (20), o direito de "não de auto-incriminar" na CPI da Covid . O pedido foi realizado pela secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde Mayra Pinheiro . As informações são do jornal Poder 360 .

O caso, que inicialmente foi sorteado ao ministro Gilmar Mendes, foi redistribuído a Lewandowski na manhã desta terça-feira (18). Na última sexta (14), o ministro concedeu o  direito ao silêncio ao ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello .

Segundo a defesa da secretária responsável pelo pedido, a comissão "vem impedindo o exercício da prerrogativa constitucional contra a autoincriminação, constrangendo de forma inaceitável pessoas inocentes, que sequer estão indiciadas, denunciadas ou condenadas". 

De acordo com a legislação brasileira, nenhum cidadão pode ser obrigado a produzir provas contra si mesmo.





Você viu?

Secretária Mayra Pinheiro, conhecida como
Reprodução/ Facebook
Secretária Mayra Pinheiro, conhecida como "Capitã Cloroquina"









Intitulada como "capitã cloroquina" , Mayra Pinheiro solicitou ao Supremo Tribunal Federal (STF), para ficar calada igual ao ex-ministro Eduardo Pazuello. Assim como o ex chefe da pasta, ela também é investigada em um inquérito que analisa a crise no fornecimento de oxigênio para o Amazonas durante o colapso do sistema de saúde no início deste ano.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários