Presidente Jair Bolsonaro (sem partido)
Reprodução/Flickr
Presidente Jair Bolsonaro (sem partido)

Nesta quinta-feira (13), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) comentou sobre o depoimento do gerente-geral da Pfizer para a América, Carlos Murillo , à CPI da Covid em suas redes sociais. Na publicação, Bolsonaro também parabenizou a Anvisa e o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello.

Durante a sessão, Murillo disse que o Brasil "foi um dos primeiros países do mundo a ter o registro permanente" da vacina da Pfizer, em 22 de fevereiro de 2021. "Não tivemos dificuldades no processo com a Anvisa", afirmou.

"Parabéns, Anvisa e Min Eduardo Pazuello", escreveu  Bolsonaro em seu perfil do Twitter, publicando um trecho da fala do representante da farmacêutica.


Pfizer

Embora a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) tenha concedido o registro no mês de fevereiro, o país ainda não havia fechado o contrato com a Pfizer, e o governo Bolsonaro questionava algumas das condições impostas pela farmacêutica para a venda dos imunizantes contra a Covid-19 .

Além disso, Murillo também disse que o Brasil ignorou três ofertas da Pfizer feitas em agosto de 2020 , com a previsão de 1,5 milhão de doses para o ano passado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários