Governador do Maranhão Flávio Dino (PCdoB)
Agência Brasil
Governador do Maranhão Flávio Dino (PCdoB)

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), criticou nesta segunda-feira o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) por causar aglomeração durante passeio de moto no dia das mães no último domingo (9) em Brasília.

Durante sessão virtual no Senado Federal, em reunião da comissão temporária da Covid-19 , Dino alega que o desrespeito as regras de distanciamento protagonizadas pelo presidente causa um efeito multiplicador na sociedade:

"Sabemos que há uma dissensão política no Brasil. Sabemos, por exemplo, que o presidente acha razoável fazer ‘motocada’, desfile de moto para promover aglomeração. E isso tem um efeito que se multiplica na sociedade", declara.

Bolsonaro, acompanhado de mais de 3 mil motociclistas, fez um percurso pelas vias de Brasília . Ao retornar ao Palácio do Planalto, se encontrou com apoiadores, e sem máscara, posou para fotos. O governador classificou a ação como “desnecessária e irresponsável”:

“No momento em que ele (Bolsonaro) sinaliza no sentido de promover aglomerações desnecessárias, supérfluas e irresponsáveis, é claro que isso tem um efeito negativo”, completa.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários