Renan Calheiros
Jefferson Rudy/Agência Senado
Renan Calheiros

O senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI da Covid , se manifestou sobre as declarações do atual ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em relação as medidas impostas pelo governo federal para enfrentar a pandemia da Covid-19 . As informações foram apuradas pelo Metrópoles. 

Calheiros é o primeiro a fazer as perguntas ao comandante do ministério e acabou se irritando com a primeira resposta de Queiroga, dizendo que “vários sistemas de saúde do mundo tiveram dificuldade” no enfrentamento da crise causada pelo novo coronavírus.

“Não dá para comparar porque nenhum chefe de Estado chamou a Covid de gripezinha”, declarou Renan ao ministro.

Ainda no depoimento, o senador pediu para que o ministro fizesse uma autocrítica sobre a conduta do governo em relação às medidas de enfrentamento. Com isso, Queiroga apontou a frágil infraestrutura do sistema de saúde no país devido ao alto número de mortes e internações pela Covid-19.

Você viu?

“Faltou fortalecimento do Sistema Único de Saúde. Os senhores sabem as condições que o nosso sistema estava antes dessa pandemia: UTIs lotadas e problemas nos pronto-atendimentos”, compartilhou.

Queiroga foi o terceiro a prestar depoimento na CPI da Covid. Os ex-ministros Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich já foram ouvidos pelos senadores. Resta o general Pazuello , que teve depoimento reagendado para o dia 19 de maio devido seu contato com duas pessoas infectadas com o novo coronavírus e passa por uma quarentena.

A CPI da Covid tem como intuito avaliar a conduta do governo federal diante da crise sanitária ocasionada pela proliferação da Covid-19, ressaltando o agravamento da crise sanitária no Amazonas, com a falta de oxigênio e também possíveis irregularidades em repasses federais para os estados municipais.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários