Vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB)
Alan Santos/PR
Vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB)

Nesta quarta-feira (28), o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB), declarou que “não vê nada demais” na fala do ministro da Economia, Paulo Guedes . Na reunião do Conselho de Saúde Complementar, Guedes disse que os chineses “inventaram o vírus”, falando sobre o novo coronavírus, mas que a vacina feita por eles é menos eficaz que a desenvolvida pelos Estados Unidos. As informações foram apuradas pelo Metrópoles. 

“O ministro estava fazendo uma comparação entre China e Estados Unidos. São comparações que geralmente são feitas em ‘petit comité’ e que, infelizmente, foi gravado. É algo que não tem nada demais nisso aí”, declarou o general.

Por ser uma petit comité , ou seja, uma reunião que não deveria ter conhecimento público, Mourão ressaltou o “cuidado com as palavras”. “É a velha história: a gente tem que ter cuidado com as palavras, apenas isso. O importante são os atos”, falou o vice-presidente sobre o posicionamento de Guedes.

Seguindo a frase de Guedes, ele defendia que a iniciativa privada deve ser aumentada e com isso, agir no atendimento hospitalar de pessoas de baixa renda. “Nós, do governo, não teremos capacidade de cuidar da saúde do povo”, compartilhou.

O ministro não sabia que a reunião estava sendo transmitida ao vivo pelas redes sociais. Depois de ter sido comunicado, ele ainda disse: ”Não mandem para o ar”, porém sua fala foi tarde demais. Declaração aconteceu no dia em que a CPI da Covid foi instalada pelo Senado para apurar a atuação do governo Bolsonaro durante a pandemia da Covid-19


Em seguida, Guedes tentou explicar sua fala e elogiou a China. Ainda ressaltou que tomou a segunda dose da vacina Coronavac no domingo (24). “Somos muito gratos à China. Tomei a Coronavac, aliás, tomei neste domingo a segunda dose”, disse.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários