Bolsonaro faz declarações homofóbicas ao lado de Paulo Guedes
Reprodução YouTube Foco do Brasil
Bolsonaro faz declarações homofóbicas ao lado de Paulo Guedes

Bolsonaro voltou a fazer declarações homofóbicas nesta terça-feira (27). Ao lado de Paulo Guedes na saída do Palácio do Alvorada, o presidente disse que os governos petistas promoviam "sexualização" nas escolas e classificou um beijo gay como uma cena "dantesca".

"Tem criança, até pela forma de se vestir, que a gente vê que o futuro dele não vai ser fácil (...) hoje em dia, a escola pública perdeu muito com a doutrinação de um tal de Paulo Freire. E não é fácil redimensionar a educação no Brasil", disse.

O presidente ainda disse que, em seu mandato", a "sexualização nas escolas" quase zerou. "Ninguém quer um filho de 6 ou 7 anos envolvido com sexo. Agora, a 'esquerdalha' que estava aí... Quem foi o último ministro da Educação que ficou 12 anos lá dentro? O Haddad."

Ao lembrar um beijo ocorrido em 2018 em evento contou com a participação do ex-presidente Lula, Bolsonaro como "dantesca".

"Parecia aqueles casais apaixonados do Titanic. Inacreditável. Nem um casal hétero faz isso", continuou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários