Líder do Governo na Câmara, deputado Ricardo Barros  (Progressistas -PR)
Câmara dos Deputados
Líder do Governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (Progressistas -PR)

O deputado federal Ricardo Barros (Progressistas-PR) , líder do governo federal na Câmara , criticou nesta terça-feira (20) os professores do país, acusando a classe de docentes de “não querer trabalhar” durante a pandemia da Covid-19.

 "É absurdo a forma como estamos permitindo que os professores causem tantos danos às nossas crianças na continuidade da sua formação. O professor não que se modernizar, não quer se atualizar. Já passou no concurso, está esperando se aposentar, não quer aprender mais nada", declarou Barros em entrevista à CNN Brasil.

O parlamentar explicou ainda que há no Congresso uma botação para determinar que a educação seja classificado com serviço essencial, dessa forma, todas as escolas seriam reabertas, ainda que o momento epidemiológico do Brasil seja grave, com média de mortes em decorrência da Covid-19 próxima de 3000 ao dia.

"Infelizmente, o Brasil foi abduzido pelas corporações. Não tem nenhuma razão para o professor não dar aula. O profissional de saúde está indo trabalhar, o profissional do transporte está indo trabalhar, o profissional da segurança está indo trabalhar, o pessoal do comércio está indo trabalhar, só professor que não quer trabalhar", acusa o líder do governo na Câmara, que ponderou que o trabalho dos professores possa ter restrições por conta da pandemia, mas voltou a repetir que eles “precisam trabalhar”.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários