Vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB)
Reprodução: iG Minas Gerais
Vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB)

O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) comentou nesta sexta-feira (16) sua visão a respeito da anulação da condenação do ex-presidente Lula  (PT) no âmbito da Lava Jato após decisão do Supremo Tribunal Federal ( STF ). “Os crimes foram cometidos”, acusa o general.

"Os crimes não são anulados. Os crimes estão aí, está anulado o processo. Esses crimes foram julgados em três instâncias, as três instâncias condenaram", declarou Mourão aos jornalistas na entrada do Palácio do Planalto, em Brasília.

"Os crimes, o que estou dizendo, foram cometidos. Você não está passando uma borracha nos atos que aconteceram, está passando uma borracha no processo”, completa.

Com a decisão do Supremo , Lula se torna, ao menos por enquanto, elegível a exercer cargos públicos. Por isso, o petista se torna um potencial adversário nas próximas eleições presidenciais marcadas para 2022, quando a chapa Bolsonaro -Mourão tentará reeleição.

Apesar disso, o general rechaçou o fato e disse ser “muito cedo” para falar em campanha politica: 

"Está muito cedo, temos uma pandemia para enfrentar, temos problema de orçamento, temos que avançar com algumas reformas ainda antes de terminar nosso período de governo, acho que é muito cedo para isso", opina Mourão. "Campanha para valer, só depois de junho do ano que vem", finaliza.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários