Deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP)
Reprodução: iG Minas Gerais
Deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP)


Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) usou as redes sociais nesta quinta-feira (8) para se referir as parlamentares mulheres que discutiam com um deputado bolsonarista na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) como “pessoas portadoras de vagina”.

O filho do presidente publicou no twitter um trecho de uma sessão desta quinta (8) na Comissão onde o deputado Eder Mauro (PSD-PA) discute com Maria do Rosário , deputada do PT .

Confira a publicação, onde Eduardo se referiu a Comissão da Câmara como "gaiola das loucas":

Sem apresentar provas, Eder Mauro acusa os governos antigos, sem especificar quais, como “comunistas”, de “implementar sexo para crianças de 5 e 6 anos nas escolas”.

A deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) classificou a publicação de Eduardo contendo “frase sexista”, e declarou que irá entrar com representação disciplinar contra o parlamentar no Conselho de Ética da Câmara .


Nesta quinta (8), o Conselho de ética arquivou representação contra Eduardo Bolsonaro por declarações pró-ditadura . Em 2019, ele declarou que caso a esquerda radicalizasse , “a resposta poderia ser via AI-5”. Por 12 votos a 5, processo por quebra de decoro parlamentar foi arquivado.

(Sob supervisão de Valeska Amorim)

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários