Prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil
Amira Hissa
Prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil

Neste domingo (04), Alexandre Kalil (PSD-MG), prefeito de Belo Horizonte , declarou por meio de uma publicação em suas redes sociais que irá recorrer de decisão do ministro Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF), que libera atividades religiosas, como cultos e missas no Brasil . As informações foram apuradas pelo Metrópoles. 

O prefeito ainda afirma que irá seguir com a ordem imposta pela intimação feita pelo ministro. Nunes Marques, na madrugada deste domingo (04), i ntimou Kalil a cumprir com medidas impostas na decisão liberada por ele  “com máxima urgência” . Isso aconteceu depois de Kalil dizer que Belo Horizonte não seguira as ordens do STF

“Reconheço que o momento é de cautela, ante o contexto pandêmico que vivenciamos. Ainda assim, e justamente por vivermos em momentos tão difíceis, mais se faz necessário reconhecer a essencialidade da atividade religiosa, responsável, entre outras funções, por conferir acolhimento e conforto espiritual”, escreveu o ministro Nunes Marques no despacho deste sábado (3/4).

Através de uma publicação no Twitter, o prefeito mineira responde Nunes Marques : “Em Belo Horizonte, acompanhamos o Plenário do Supremo Tribunal Federal. O que vale é o decreto do Prefeito. Estão proibidos os cultos e missas presenciais”.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários