Apoiador de Bolsonaro faz gesto de supremacia branca ao tirar foto com o presidente
Reprodução
Apoiador de Bolsonaro faz gesto de supremacia branca ao tirar foto com o presidente

Na quarta-feira (24), o assessor internacional da presidência da República, Filipe Martins , chocou o país ao fazer um gesto da supremacia branca em plena sessão do Senado . O gesto é repetido por um apoiador que foi tirar uma foto com o presidente Bolsonaro que afirmou no momento: "sei que é um gesto bacana, mas não pega bem pra mim". As informações foram apuradas pelo Brasil 247.

Martins pode ser afastado de cargo após a ma repercussão do caso. Rodrigo Pacheco (DEM-MG), presidente do Senado, abriu mão de uma investigação para ficar a frente do caso. O gesto utilizado pelos supremacistas brancos dos EUA foi feito durante sessão remota do Senado.

No momento em que o presidente da Casa falava, Martins foi flagrado ao fundo executando os gestos. O movimento, entendido como um “OK”, é usado por grupos neo-nazistas e membros da Ku Klux Klan, para sinalizar sua presença em público. A gesticulação se transforma nas letras ”W” e “P”, significando “white power” ( poder branco , em português).

Filipe Martins faz sinal com a mão enquanto presidente do Senado discursa
Reprodução Twitter
Filipe Martins faz sinal com a mão enquanto presidente do Senado discursa

No momento, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), compreendeu gesto como uma falta de respeito e obscenidade. E chegou a pedir para que o assessor fosse retirado da sessão pela Polícia Legislativa.

"Eu não sei qual o sentido do gesto do senhor Filipe. Mas é inaceitável, em uma sessão do Senado Federal, durante a fala do presidente do Senado, um senhor estar procedendo de gestos obscenos, ironizando o pronunciamento. Isso é inaceitável, é intolerável. Peço que conduza imediatamente este senhor para fora das dependências do Senado Federal", declarou ele.

Pacheco, presidente do Senado solicitou par que a situação fosse investigada .

"Eu pedirei à Secretaria-Geral da Mesa, igualmente à Polícia Legislativa, que identifiquem o fato apontado por Vossa Excelência, mas eu não prejudicarei o andamento desta sessão do Senado Federal, porque é muito importante nós ouvirmos o ministro das Relações Exteriores, que aqui comparece para poder fazer os esclarecimentos necessários aos senadores. Identificarei, Senador Randolfe a ocorrência do fato. E, tendo havido de fato, nas circunstâncias serão tomadas todas as providências, e enérgicas, por parte da Presidência do Senado".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários