O presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, durante sessão da 1ª turma do STF (Superior Tribunal Federal)
Nelson Jr./SCO/STF
O presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, durante sessão da 1ª turma do STF (Superior Tribunal Federal)

No início da sessão desta quarta-feira (24), o ministro e presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Luiz Fux , afirmou que a reunião com os chefes dos outros Poderes sobre o combate à Covid-19 foi positiva e que Marcelo Queiroga , novo ministro da Saúde , comprometeu-se a ouvir os principais especialistas da área no Brasil para definir novas medidas a serem adotadas.

Na ocasião, Fux também disse que o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), é um "bom coadjuvante" e elegiou Rodrigo Pacheco (DEM-MG), que comanda o Senado. O presidente do STF afirmou que indicará um integrante do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) para participar do comitê especial criado para o enfrentamento da Covid-19.

Fux disse que, no encontro, todos se mostraram dispostos a ajudar Queiroga, além de afirmar que o novo ministro vai ouvir os principais especialistas do país para definir as novas ações. "O ministro da Saúde vai convocar pool da inteligência médica do país, enfim, a ciência será ouvida", afirmou. 

No entanto, o ministro Luís Roberto Barroso ironizou a decisão. "Feliz de saber que com um ano de atraso e 300 mil mortos resolveram montar uma comissão de especialistas e médicos". 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários