Procurador e ex-cordenador da Lava-Jato, Deltan Dallagnol
Rodolfo Buhrer/La Imagem/Fotoarena/Agência O Globo)
Procurador e ex-cordenador da Lava-Jato, Deltan Dallagnol

Coordenador da extinha Lava-Jato, o procurador Deltan Dallagnol utilizou suas redes sociais nesta segunda-feira (15) para relembrar o legado da força-tarefa . Segundo ele, "jamais conseguirão apagar da consciência coletiva" as operações que, segundo ele, ocasionaram na devolução de quase R$ 20 bilhões aos cofres públicos.

"Por mais que se queira, por motivos diversos, desconstruir o trabalho desenvolvido na Op. Lava Jato, jamais conseguirão apagar da consciência coletiva que tal investigação proporcionou 1.450 mandados de busca e apreensão, 211 conduções coercitivas...", disse.

"..132 mandados de prisão preventiva e 163 de temporária, com 130 denúncias contra 533 acusados gerando 278 condenações chegando a 2611 anos de pena; + de R$ 4,3 bi devolvidos por meio de 209 acordos de colaboração e 17 de leniência, nos quais se ajustou a devolução de quase 20 bi", complementou o procurados, na sequência. 


A Lava-Jato Curitiba foi encerrada no início de fevereiro, após sete anos e 79 operações. Ela foi integrada ao Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MPF.

Matéria em atualização, aguarde novas informações

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários