Ministro da Saúde Eduardo Pazuello
Tony Winston/MS
Ministro da Saúde Eduardo Pazuello

O nome do ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello , voltou a ficar na berlinda nos últimos dias após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) retomar as conversas com o Centrão para que o chefe da pasta seja substituído.

Neste sábado (13), o assunto foi tratato em conversa dele com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL). No final do dia, Bolsonaro ainda se reuniu com os ministros Eduardo Pazuello, Walter Braga Netto (Casa Civil), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) e Fernando Azevedo (Defesa) no hotel de Trânsito do Exército , onde mora Pazuello.

Partidos do Centrão têm pressionado para a troca do ministro sob argumento de que a imagem do general está desgastada por conta das ações de combate à pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2). Alegam ainda que o ministro apresentou números divergentes sobre a vacinação da população.

Você viu?

De acordo com informações da jornalista Andréia Sadi, aliados do presidente também defenderam nos últimos dias que o Palácio do Planalto faça um "rearranjo” nos ministérios. Essa mudança começaria pelo próprio Pazuello com o objetivo de fazer o governo se preparar politicamente para a oposição do ex-presidente Lula .

Os partidos do Centrão e integrantes do MDB do Senado, por exemplo, defendem políticos para vagas como o Ministério da Educação, Ministério de Relações Exteriores, Minas e Energia — além de alterações também na "cozinha" do Planalto, como Casa Civil e a própria Secretaria de Governo.

Hoje, todos esses cargos estão ocupados por nomes escolhidos pelo presidente sem participação de partidos e pertencem ou à chamada ala ideológica ou ao grupo de militares do governo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários