Se as eleições fossem hoje, estudo indica que Bolsonaro não seria reeleito
Reprodução: iG Minas Gerais
Se as eleições fossem hoje, estudo indica que Bolsonaro não seria reeleito

Caso as eleições acontecessem nesta semana,  Bolsonaro provavelmente não seria reeleito. É o que indica o estudo realizado pela Atlas Consultoria, no qual o presidente perderia um eventual segundo turno para Luís Inácio Lula da Silva (PT), Ciro Gomes (PDT) e Luiz Henrique Mandetta (DEM).

Bolsonaro x Lula

Em um cenário onde o ex-presidente Lula e o atual presidente Bolsonaro se enfrentem no segundo turno, o petista apresenta uma vantagem de 16,3% de diferença. Lula teria 44,9% contra 36,9% de Bolsonaro.

Bolsonaro x Ciro

Com Ciro Gomes na disputa, Bolsonaro também não leva a melhor. O pedetista obteve 44,7% das intenções de voto contra 37,5% do candidato a reeleição.

Bolsonaro x Mandetta

Apesar de apresentar uma quantia reduzida de votos no primeiro turno, Mandetta faria frente numa disputa isolada com Bolsonaro. O ex-ministro da Saúde teria 46,6% contra 36,9% do ex-chefe.

Você viu?

Bolsonaro x Dória

O embate " Bolsodória " - slogan tucano da última campanha ao Governo do Estado de São Paulo -  apresenta empate técnico, com ligeira vantagem ao presidente. Dória seria votado por 39,3% dos eleitores, enquanto 39.8% preferem o Messias.

E sem Lula?

Já em Lula, a pesquisa indica que o embate Bolsonaro e Fernando Haddad se repetiria em 2022. Desta vez com um desfecho diferente . O ex-minstro da Educação venceria seu antagonista por 43% contra 39,4%.

Huck x Bolsonaro

Este seria o único cenário onde o atual presidente seria reeleito. Num eventual embate, Bolsonaro venceria com uma diferença de 4,8 pontos percentuais: 37,3% de Jair contra 32,5% do apresentador.


A pesquisa da Atlas Consultoria foi realizada entre 8 e 10 de março e foram realizadas 3.721 entrevistas por questionários disponibilizados pela internet.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários