Governador afastado do Rio de Janeiro Wilson Witzel
Carlos Magno/Governo do Estado do Rio de Janeiro
Governador afastado do Rio de Janeiro Wilson Witzel

O governador afastado do Rio de Janeiro , Wilson Witzel (PSC), entrou com recurso no Supremo Tribunal Federal (STF) e no Superior Tribunal de Justiça (STJ) contra uma decisão que prorrogou seu afastamento por mais um ano. De acordo com os advogados, a decisão da Corte Especial do STJ não apresentou fundamentação para a extensão do período.

A medida ocorreu durante julgamento em fevereiro, quando o órgão aceitou denúncia contra Witzel pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

No documento, a defesa ainda diz que a manutenção do afastamento provocaria a cassação indireta do mandato de governador. Para ela, a ação também seria uma inconstitucional antecipação de pena.

O prazo original de 180 dias de afastamento, decidida pelo STJ em agosto de 2020, se encerraria no fim de fevereiro. O Tribunal Especial Misto que julga o impeachment de Witzel aguarda uma notificação do órgão para dar continuidade ao processo contra o político.

Em nota, o governador afastado afirmou que é alvo de perseguição política e que está lutando para reassumir o mandato para contribuir na luta contra a pandemia.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários